Como começar a investir em Bitcoin?

Tempo de leitura: 8 min

Escrito por Equipe Micro Credito RS
em maio 18, 2021

O vídeo de hoje é pra você que tem ouvido falar de Bitcoin E finalmente entendeu que precisa aprender a comprar e aportar nessa moeda digital Fique aqui até o final, que a gente vai te mostrar Como a gente planeja nossos aportes e como você pode começar a comprar Bitcoin De forma simples, tranquila e com estratégia. Lembrando que o mais importante é a segurança! Por isso, a gente compra Bitcoin e ativos digitais no Mercado Bitcoin. Uma das 25 exchanges mais seguras do mundo segundo o BTI. Clique aqui no link da descrição e abra sua conta gratuita, pra começar hoje a diversificar sua carteira de ativos, usando Bitcoin e outros ativos digitais. [TRILHA SONORA] Ultimamente, investir se tornou uma tarefa cada vez mais complexa. Há poucos anos a renda fixa aqui no Brasil tinha rentabilidade de 14% A.A. O Tesouro Selic era invejado por investidores do mundo inteiro! Era só colocar no Tesouro ou em um fundo de Renda Fixa, que a rentabilidade estava maravilhosa em relação ao restante do planeta. De uns anos pra cá, as taxas de juros cairam a rentabilidade da renda fixa também caiu. A inflação voltou a subir, e o risco Brasil, o risco econômico de manter seu patrimônio somente em reais, ou em ativos brasileiros acaba não compensando. Nesse cenário o Bitcoin vem se consagrando como um ativo que se descola dos investimentos tradicionais e funciona como uma proteção com os ‘bugs’ da economia tradicional. No longo prazo, ele vem ultrapassando a valorização de ações, títulos, moedas E até vem desbancando o ouro como reserva de valor. Bitcoin é a primeira criptomoeda que surgiu, é a mais valiosa a mais conhecida, e está transformando a economia global. É uma moeda, e uma rede autônoma que te permite trocar valores globalmente, sem a necessidade de um banco, ou de um banco central. E isso é extremamente revolucionário. E agora, depois de 12 anos da sua criação, As instituições financeiras e fundos estão começando a comprar bitcoin de balde pra inserir nos seus portfolios. Então, bora fazer os primeiros aportes e participar dessa nova economia! COMO COMEÇAR? Primeiro, nunca compre algo que você não conhece. Estude o Bitcoin, antes de sair comprando. Segundo, a gente já falou várias vezes, tenha uma estratégia. Planeje não ficar pobre com Real. E essa estratégia precisa englobar: aprender a organizar as finanças, e a não ter dívidas. Faça uma reserva de emergência, pense qual o seu custo de vida por mês e multiplique por seis meses. Esse é o valor que você precisa alcançar com a sua reserva de emergência. E ela precisa ficar em uma aplicação conservadora, com alta liquidez, onde você pode resgatar o valor integral investido a qualquer momento. Nesse caso, não é pra ter rentabilidade alta e nem volatilidade. Pode ser Tesouro Selic, Fundo CI, ou CDB com liquidez diária ou uma conta corrente remunerada. Infelizmente ainda não investaram nada no mercado cripto que possa servir de reserva de emergência. A reserva de emergência não pode ser em cripto, porque cripto é volátil. E não adianta querer que os Bitcoins se valorizem loucamente ou que os juros dos seus investimentos rendam absurdamente se você precisa resgatar antes da hora e justamente o ativo estiver passando por um momento de baixa. Se você fizer isso, você vai perder duplamente Um, por retirar menos do que você aportou e dois, vai perder a chance de manter um ativo de longo prazo na carteira. Por isso a reserva de emergência é crucial pra você não ficar tentado a botar a mão nos seus satoshis no primeiro perrengue que aparecer. [SOM DE TAPA NA MÃO] Feita a reserva de emergência, tá liberado então pra aportar em outros ativos, incluindo Bitcoin e Criptos. Primeiro, identifique qual o seu perfil de investidor. A gente falou sobre isso nesse vídeo aqui em cima. Se o seu perfil é conservador, moderado ou arrojado, é isso que vai determinar como você vai diversificar e distribuir os aportes em cada classe de ativos na sua carteira de investimentos Pensa qual proporção faz mais sentido de acordo com o seu momento de vida objetivos, idade e tolerância ao risco. Se você é mais jovem, pode ter um pouco mais de renda variável, 50%, 70% Se é mais idoso, não pode colocar o patrimônio em ativos de risco. O componente variável precisa ser menor, 20%, 30% em renda variável. Por isso que investir não é receita de bolo Não adianta vir perguntar pra gente “Carol, quanto que eu posso comprar de bitcoin?” Eu vou te responder: não sei! Não sei quais são os seus objetivos, a sua tolerância a volatilidade Quanto você já tem em outras classes de ativos e quanto que você quer aportar. É como você me perguntar “O que eu peço pra almoçar?” Eu vou te responder “Tá, o que você tem vontade de comer?” “Você tem alergias alimentares?” “Tem alguma comida que não te faz bem? Você quer um prato diferente ou quer algo dentro do que você já está acostumado?” Percebe que é bem pessoal a montagem de uma carteira, assim como é escolhar um padrão alimentar. [TRILHA SONORA] E esse é um exercício que a gente pode te ajudar Mas vai depender também de você se conhecer e definir quais as proporções de acordo com seus objetivos e estratégias. Depois que você definiu o quanto quer deixar em renda fixa, variável e em cripto agora estabeleça como vão ser os seus aportes. Durante quanto tempo você vai comprar quando você pretende rebalancear o que fica e o que sai da sua carteira de acordo a mudança dos seus objetivos de vida ou estratégia, ou até mesmo cenário econômico. E essa parte é muito importante se você não planejar como você vai investir você vai ficar suscetível ao mercado. Quando sair notícia boa, você vai comprar tudo na alta quando o preço está justamente mais caro, e quando sair notícia ruim você vai vender tudo na baixa. E essa é a forma mais fácil de perder dinheiro. Tanto no mercado tradicional, quanto no mercado cripto. Afinal, investir nada mais é do que comprar um ativo valioso por um preço mais baixo e esperar ele se valorizar. TRILHA SONORA E agora finalmente vamos pra nossa estratégia: Como a gente compra Bitcoin? A gente estabelece um valor que a gente vai aportar todo mês. Ou toda semana, se você preferir. Sempre na mesma data, todo dia 7 do mês por exemplo. Essa estratégia se chama ‘Dollar Cost Average’ Em português significa fazer preço médio. Você compra de forma constante e regular, de maneira que as compras não dependem do preço. Nem das notícias ou da volatilidade, nem das condições econômicas. O objetivo é não tentar prever o mercado. E nem se preocupar com fatores externos como notícias ou palpites de outras pessoas. O que tem bastante! Essa simplicidade na hora de investir, remove os viéses psicológicos e comportamentais na hora de comprar. Você não surta tentando acertar o preço ou o momento certo de comprar Bitcoin. TRILHA SONORA Mas, como fazer isso na prática? Vamos supor que você queira comprar R$ 1.000 todo mês, em Bitcoin. Você se organiza com seus aportes na sua carteira global, e sempre no mesmo dia, dia 5, 7, 10, você define o dia Você transfere pra corretora e comprar Bitcoin sem olhar o preço. Depois de um ano você construiu uma posição de R$ 12.000 a uma média de preço do mercado. E no fim do ano a sua posição vai ter acompanhado a média de preços do Bitcoin nesse mesmo período. É como nesse gráfico aqui, você não se deixa levar pela oscilação do mercado. Pela euforia, pelo mano, pelo pânico ou pela confiança extrema. A gente não tem como prever o futuro, então vai aportando de maneira constante e aumentando a exposição e o patrimônio ao longo do tempo. Nesse gráfico, a gente mostra uma simulação. Caso você tenha feito essa técnica de preço médio, com aportes constantes Ao longo de quatro anos Com a força de fazer preço médio a valorização do Bitcoin nesse período de 2016 a 2020 Ele ultrapassou todos os ativos tradicionais que mais se valorizaram nos últimos tempos. Como a bolsa americana, ouro e várias moedas. Nessa simulação você teria investido 9.600 dólares, ouseja 50.000 reais em quatro anos, o que virariam 28.000 dólares 150.000 reais em Bitcoin. Uma valorização de 200% contra 40% do Ouro, 16% da Dow Jones e da bolsa americana. E se a gente ampliar o espaço de tempo, essa diferença é ainda maior. Aqui nesse gráfico a gente observa a valorização do Bitcoin comparado com esses mesmos ativos nos últimos seis anos. Um período de tempo um pouquinho maior. Bitcoin oscilou muito, mas no longo prazo, é o que mais se valorizou. E essa abordagem é excelente pra quem está começando a investir em Bitcoin aí mirando pro longo prazo. E sabe qual é a melhor parte? É fácil! Qualquer um pode fazer dessa forma e você não se estressa olhando preço todo dia. Essa técnica de comprar bitcoin pode até parecer chata as pessoas as vezes querem pirotecnia, e soluções mirabolantes na hora de investir, mas nem sempre e pirotecnia é o método mais seguro e eficaz. Fazer preço médio pode até parecer chato pra caramba, mas essa é a beleza da coisa você minimiza o risco e evita perder tempo tentando prever o mercado. É fazer o básico bem feito, antes de querer pegar atalhos ou fazer operações mais complexas. E aí, captou a ideia? Agora bora traçar esse plano e começar a bolar aí os seus aportes! Lembra que o Bitcoin é um ativo volátil e que não existe ganhos garantidos. Se alguém te prometer ganhos garantidos com Bitcoin, FUJA! Aprenda e não sair em papinho e a não acreditar em balela na esperança que seja verdade. Não acredite em falsas promessas qualquer dúvida, pergunta pra gente, que a gente te ajuda! Logo mais, traremos mais conteúdos, dicas e estudos e com você pode começar a diversificar a sua carteira. Vem com a gente nessa jornada, e até a próxima! INSCREVA-SE NO CANAL!

Poderá ver o vídeo no youtube Aqui

Você vai gostar também:

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade