O que é LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e os Recebíveis Imobiliários

Tempo de leitura: 3 min

Escrito por Equipe Micro Credito RS
em maio 14, 2021

A gente sabe que existem vários investimentos
em renda fixa que podem servir de alternativa para poupança. Mas sabia que existem algumas delas que são
atreladas ao mercado imobiliário? Se você não sabia, fica tranquilo, porque
esse é nosso papo agora no Curinga Econômico. A primeira alternativa muito interessante
são as ”LCI’s”. “LCI” significa Letra de Crédito Imobiliário,
e para nunca mais esquecer pense que uma “LCI” funciona mais ou menos assim: um determinado
banco emprestou dinheiro para uma série de pessoas e empresas como forma de crédito
imobiliário. Esses créditos são garantidos por imóveis
reais e o banco pode vender títulos que estejam vinculados a esses créditos e a esses imóveis. Essa é a “LCI”. Para o banco isso é bom, porque ele consegue
mais dinheiro para continuar financiando os imóveis, e para você também, porque você
ganha uma boa rentabilidade com esse título. Só que não esquece que toda “LCI” precisa
ter um lastro real, ou seja, imóveis que garantam aquele crédito. Mas aí você deve estar se perguntando: qual
a vantagem de investir em “LCI”? A primeira vantagem é o baixo risco. O governo garante até R$ 70.000,00 por “CPF”
investidos em letra de crédito imobiliário, e só para vocês terem uma idéia, essa é
a mesma garantia dada aos depósitos em poupança. Por isso, a gente diz que em última instância,
o risco de investir R$ 70.000,00 em “LCI” é o mesmo que investir na poupança. Outra grande vantagem é a isenção de imposto
de renda, ou seja, sobre os rendimentos das Letras de Crédito Imobiliário não pagamos
IR. Além disso, tem a rentabilidade que na “LCI”,
normalmente, é bem maior que em outros títulos de renda fixa, por exemplo, o “CDB”. E um detalhe importante: a maior parte da
“LCI’s” que encontramos aqui no Brasil é indexada ao “CDI”, ou seja, a sua rentabilidade
vai mudar ao longo do tempo, dependendo do comportamento dos juros aqui no Brasil. Até agora fácil, né? “LCI”, Letra de Crédito Imobiliário,
com garantia de até R$ 70.000,00 por “CPF” e isenta de imposto de renda. Mas existe alguma outra forma de investir
em créditos imobiliários? Sim, temos as “CRI’s”. “CRI” significa Certificado de Recebível
Imobiliário, e nesse caso estaremos comprando um fluxo de recebíveis imobiliários. Para entender, pense assim: uma empresa autorizada,
que é uma empresa securitizadora, faz um pacote e dentro desse pacote existem vários
recebíveis imobiliários, como aluguéis e arrendamentos. O que a gente compra investindo em uma “CRI”
é uma parte desse pacote que dá direito a um pedacinho desse fluxo de pagamentos. E a vantagem de se investir na “CRI” é
que, como nas “LCI’s”, a gente não paga imposto de renda sobre os rendimentos. Além disso, tem a garantia dos imóveis reais
por trás de todo esse pacote e, ainda, tem a outra questão que é a de pulverização
ou diversificação. Quando investimos em uma “CRI”, esse pacote
possui vários imóveis, então não corremos tanto risco como se estivéssemos comprando
um único imóvel. Mas existem desvantagens: a primeira é que
na “CRI” não existe a garantia de até R$ 70.000,00 investidos por “CPF”, como
nas “LCI’s”, e, além disso, normalmente aqui no Brasil, as “CRI’s” são emitidas
somente para investidores qualificados. Investidor qualificado é o investidor que
possui pelo menos R$ 300.000,00 para investir em um único tipo de produto, e esse tipo
de coisa acaba dificultando o investimento nas “CRI’s”. E se você está se perguntando como funcionam
os rendimentos das “CRI’s”, fica tranquilo, porque é super simples também. Elas normalmente são indexadas aos índices
de inflação, que são o “IGPM” e o “IPCA”, ou a taxa referencial, que é a famosa “TR”. Só que fica de olho porque tanto nas “LCI’s”
quanto nas “CRI’s” sempre existe uma data de vencimento para o produto. Por isso, precisamos ficar de olho antes de
começar nossa operação, e se você gostou das “LCI’s” ou das “CRI’s” procure
seu banco ou sua corretora de valores e eles te darão várias alternativas para esse tipo
de produto. Mas antes dá uma olhada na ferramenta de
investimentos do Uibo e você vai se surpreender como essa ferramenta pode te ajudar, e, além
disso, têm os vídeos e o guia do Curinga Econômico. Então, galera, vocês entenderam: a “LCI”
é a Letra de Crédito Imobiliário. É um investimento amparado por bens reais,
que são os imóveis. Ela é isenta de imposto de renda e tem aquele
detalhe da garantia do governo. As “CRI’s” são um pacote em que temos
uma parte de recebíveis imobiliários e também são isentas de imposto de renda, mas não
existe a garantia. Caso você queira um desses dois produtos
não se esquece de procurar uma instituição bem confiável. Eu sou Murilo Voznak. A gente se vê no próximo Curinga Econômico,
então. Tchau

Poderá ver o vídeo no youtube Aqui

Você vai gostar também:

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade