WHATSAPP PAY : COMO TRANSFERIR DINHEIRO PELO WHATSAPP! SÓ FUNCIONA NO NUBANK? QUAIS AS TAXAS?

Tempo de leitura: 6 min

Escrito por Equipe Micro Credito RS
em maio 12, 2021

Você viu que agora vamos poder transferir
Dinheiro pelo Whatsapp? 24 horas por dia! É o fim do cartão de crédito, o fim do
TED? Aliás, pensando mais adiante: se o Whatsapp
virar banco, como ficam Nubank, banco Inter. É o fim das contas digitais? Bão tamém, meu amigo dinheirudo. Que agora pode transferir dinheiro direto
do Whatsapp! Até nos feriados! E o Brasil foi o primeiro país no MUNDO a
ter esta novidade do Facebook! Chupa mundo, hein? Mas será que isso é bom pro seu dinheiro? Bom, o que eu tenho CERTEZA que faz muito
bem pro seu bolso é se inscrever aqui no nosso canal, badalando o sininho de com força
por aí! E se já é de casa, já sabe, manda o seu
like como sempre! Olha só o que o tio Mark Zuckemberg, CEO
do Facebook – que é dona do Whatsapp – anunciou ontem:
Entendeu tudo? Calma, que se você que não fez fisk, deixa
eu traduzir pra você. E eu aproveito as falas do tio Mark pra já
ir contando pra você como a novidade vai funcionar. Hoje a gente está iniciando o lançamento
de pagamento para as pessoas usando o Whatsapp no Brasil. Você pode enviar pagamentos tanto para seu
amigo, sua mãe… Acabou a desculpa do “esqueci a carteira
em casa”, olha que perigo! Nesse caso, não é cobrada taxa nem de você
nem do recebedor, o que é bão demais da conta. Mas você também pode pagar EMPRESAS, fazer
COMPRAS. Só que aí o vendedor tem que pagar 3,99%
de taxa, que não é nada baixa, e jajá eu te conto quem vai ficar com essa mordida aí. Voltemos ao tio Mark. O Markão! Estamos fazendo que enviar e receber dinheiro
seja tão fácil como compartilhar uma foto – inclusive fica no mesmo botão, como a
gente vai ver jajá. Também estamos habilitando que pequenos negócios
façam vendas direto do Whatsapp. Para isto, estamos construindo o Facebook
Pay, que fornece um jeito seguro e consistente de fazer pagamentos pelos nossos aplicativos. Agora tá mais fácil explicar estas carteiras
virtuais, o povo tá ficando acostumado por conta do enxame de lives que estão rolando
por estes dias. A ideia é essa mesmo. O pagamento no whatsapp funciona pela carteira
Facebook Pay, e no futuro até pelo Messenger deve dar certo de transferir grana pra um
amigo, já que é tudo do mesmo dono. E dentro do Facebook Pay você cadastra as
suas contas e os seus cartões dos bancos. Só que, por ora, a lista é bemmm limitada,
olha só: Quero agradecer todos os nossos parceiros
por fazer isto possível. Estamos trabalhando com bancos locais, incluindo
Banco do Brasil, Nubank, Sicred e também a Cielo, a empresa líder em processamento
de pagamentos para comerciantes no Brasil. Pois é. Pelo menos agora, no começo, você só pode
usar cartões de crédito e débito, Visa ou Master, emitidos pelo Banco do Brasil,
Nubank e Sicred. E os pagamentos são processados pela Cielo,
cujas ações chegaram a subir mais de 35% no mercado, no dia do anúncio dessa parceria:
Os comerciantes tem que ter, pelo menos por enquanto, uma conta Cielo. Dá pra abrir uma no momento da configuração. Para empresas, não tem limite de recebimento
de dinheiro. Pra aceitar os primeiros pagamentos, os comerciantes
tem que aguardar até 3 dias úteis. Vai dar pra efetuar reembolsos e tem suporte
24 horas, segundo o Zap zap. Nesse caso, tem que usar o Whatsapp Business,
tá? Mas pra gente a coisa não é bem assim. Entre pessoas físicas, você só pode mandar
pagamentos de até mil reais e só no débito. Também tem o limite de R$5 mil no mês e
de até 20 transações no dia. Pelo menos não tem taxa, né? Falando dela, para as empresas. Lembra da taxa de 3,99 que os comerciantes
vão ter que pagar? Pois então, vai ser um rateio: ficar na mão
do próprio Facebook, da Cielo e dos bancos participantes. Brasil é o primeiro país onde estamos amplamente
rodando pagamentos no Whatsapp. Valeu tio Mark! Só toma conta aí porque a gente já é recordista
mundial de golpes de Whatsapp por metro quadrado. Agora que tem dinheiro envolvido, a uma dedada
de distância, não sei não… Você aí de casa fica esperto, nada de confirmar
código de SMS pra estranho, desconfia se algum conhecido está pedindo dinheiro emprestado
pelo Whatsapp – pode ser que o cara teve o aplicativo clonado por um safado por aí. Bora ver como funciona o recurso e como você
faz para transferir dinheiro pelo Whatsapp? É MUITO prático e conveniente, você manda
dinheiro do mesmo jeito que manda uma foto, praticamente. Fica a dica para os grupos do Whatsapp: não
me mandem memes, me mandem dinheiro, pô! Olha aí: Dentro da conversa com o contato
que você quer enviar a grana, você clica no clipe de papel ou no botão de Mais, se
você for um applemaníaco. Depois você vai em “Pagamento”. Se você não adicionou um meio de pagamento,
um cartão na sua Facebook Pay, você tem que seguir outro fluxo primeiro. Tem que colocar CPF, seu nome e criar um PIN
– a sua senha. Depois que você adicionar um cartão de crédito
ou débito, você vai receber um código por SMS, email ou aplicativo do seu banco. Aí beleza! Quando estiver tudo certinho, aí você coloca
o valor que você quer transferir. Dá até pra digitar uma mensagem, colocar
emoji. Mandar uma banana pro seu cunhado, que não
vai te devolver o dinheiro… Enfim. Aí abre a sua carteira do Facebook Pay, onde
dá pra você escolher um cartão previamente cadastrado. Agora bora colocar a sua senha aí ou a sua
biometria mesmo. Isso garante que se você for roubado, além
do preju do telemóvel, você não tenha seus caraminguá surrupiado pelo meliante. E aí só aguardar, que jajá tá na conta
do outro ser iluminado do lado de lá. Viu só como funciona? Quero ouvir a sua opinião nos comentários,
o que você achou dessa de transferir dinheiro pelo Whatsapp. Parece que esse pagamento pelo Whatsaap é
uma prévia, uma antecipação do que a gente vai ver acontecendo noPIX. Você vai poder transferir dinheiro bastando
apenas ler um código de barras, QRCode na verdade. Inclusive, este sistema do facebook foi anunciado
bem no dia da circular que institui o PIX no Brasil, previsto para o dia 3 de novembro
deste ano ainda. Na verdade, se você não tiver o contato
na agenda (no seu whatsapp), me parece que é bem mais rápido usar o PIX do que transferir
pelo Whatsapp. Deve ser bem parecido com o modelo de pagar
usando o Facebook Pay, só que este só funciona para o exclusivo clube de bancos associados
– você e TAMBEM quem receber tem que ter conta no Facebook Pay. Já o PIX funciona de qualquer banco pra qualquer
banco, dado que virtualmente todas instituições se cadastraram para operar o PIX. Inclusive, ao que parece, o Facebook Pay é
uma atravessada no PIX, um movimento que veio meio que à margem dele. O Banco Central tá de olho grande, porque
essas empresas como Google e Facebook são muito fortes e podem literalmente tomar o
mercado pra eles. Dinheiro pra isso existe, mas não acredito
que a permissão eles teriam. Aliás, não parece ser o objetivo inicial
do Facebook, virar um aplicativo completão e fazer tudo sozinho, aos moldes que os aplicativos
chineses Wechat e Alipay fazem por lá. O facebook poderia fazer, inclusive ,toda
a parte de pagamentos. Sozinho. Se hoje Nubank é parceiro, amanhã, quando
o tio Mark sentir gosto pela coisa – e ver como banco dá dinheiro no Brasil, pode ser
que eles não precisem mais de ninguém. E criem o Facebank, imagina? Talvez o maior inimigo dos bancos digitais
nem seja os bancões. Mas sim Google e Facebook, já tinham parado
pra pensar nisso? É importante lembrar que o processo “está
iniciando”, como o Mark falou no começo do pronunciamento. Significa que não liberaram o trem pra todo
mundo de uma vez não. O estadão apurou que no primeiro dia, o recurso
foi liberado para apenas 1,5 milhão de pessoas, do universo de 120 milhões de usuários rodando
o Whatsapp no Brasil. Vem dar uma olhada como vai ser esse negócio
do PIX, e a morte do DOC e TED nesse vídeo aqui! Tem a minha reação aos comentários também,
já que esse vídeo fez um enorme sucesso aqui no canal. Valeu, tudibão, tchau!

Você vai gostar também:

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade