6 principais motivos para sua análise de crédito não ser aprovada

Crédito não aprovado

Confira agora os motivos da sua análise de crédito não ser aprovada

Com a possível retomada da economia brasileira, mesmo que de forma lenta, a maioria dos consumidores buscam quitar suas dívidas ou mesmo buscar financiamentos e cartas de crédito. No entanto, muitas pessoas não conseguem crédito no mercado ou mesmo aumentar seu score de crédito no Serasa. Mas, por que isso acontece? Por que algumas pessoas não conseguem limpar o nome mesmo quitando as dívidas?

Existem inúmeros fatores para esta recusa e é necessário ficar atento a esses detalhes. Por mais que o consumidor tenha a nítida impressão de estar com as dívidas quitadas, outros detalhes podem causar este impedimento. Confira:

Crédito negado

1º motivo – A importância das informações

Sabemos que, ao buscar uma análise de crédito, financiamento ou negociação de dívidas, as informações do consumidor são importantes para a aprovação ou reprovação destes serviços. As instituições usam a ficha cadastral, que é o conjunto de informações financeiras e não financeiras, que tem a função de avaliar a capacidade de uma pessoa (física ou jurídica) operar em crédito e de conceder garantias para operações de crédito.

Por isso, as instituições elaboram uma política de concessão de crédito e estudam a capacidade de pagamento dos clientes. As instituições usam informações como dados pessoais e profissionais, dados do cônjuge, fontes de referência, bens patrimoniais, seguros, participações em empresas, entre outros, para saber a situação financeira daquele potencial cliente e não correr o risco de sofrer prejuízos com aquele consumidor. Além disso, elas costumam fazer uma entrevista.

Neste caso, a entrevista possibilita:

– Obtenção de informações adicionais, às vezes, informais;

– Esclarecimento de dúvidas que tenham surgido durante a análise;

– Formação do histórico do cliente.

Com isso, você como cliente precisa manter seus dados atualizados e, em caso de quitação de dívidas, buscar de alguma maneira comprovar que seu nome está limpo e que não consta mais em listas como SPC ou Serasa.

2º Motivo – Não estar com o nome limpo

Coloque em uma planilha ou em um caderno todas as informações de suas contas. Saiba o quanto seu dinheiro está comprometido mensalmente e de que maneira você pode economizar. Se você necessita desta análise de crédito, controle suas despesas, evitando gastar com produtos ou serviços que não são urgentes.

3º Motivo – Histórico de pagamento

Você costuma pagar suas contas antecipadas ou em dia? Já deixou alguma conta atrasar? Pode não parecer, mas toda sua movimentação econômica é registrada. É com ela que bancos e instituições financeiras vão avaliar se você é um bom pagador. Por isso, mantenha tudo em ordem.

Crédito Negado

4º Motivo – Capacidade de pagamento

Mesmo assim, você tem seu pedido negado. O motivo pode ser a capacidade de pagamento em relação ao valor que você pediu.

Para ter um pedido aprovado é necessário demonstrar que você vai conseguir pagar, ou seja, que o crédito vai caber no seu bolso. As parcelas do empréstimo devem ficar em torno de 15% do que você ganha por mês. Isso aumenta a sua chance de aprovação. Se você possuir dívidas que comprometem mais do que 30% da renda mensal, é possível que seu pedido seja negado.

5º Motivo – Avaliação do cartão de crédito

Ao solicitar um cartão de crédito, você deve ficar atento aos requisitos para tal operação, como renda mínima e anuidade. Não adianta nada pedir um cartão fora do seu perfil que certamente será negado. Se você pedir um cartão que exija uma determinada renda e a sua for inferior, ele poderá ser recusado imediatamente.

Avalie suas necessidades na hora de pedir um cartão de crédito, como saber sua renda, conhecer as tarifas cobradas, saber quais benefícios se espera que o cartão ofereça, como descontos em cinema, restaurantes, acúmulo de milhas, pontos, entre outras exigências.

Escolher pela bandeira pode ser um começo. As mais famosas, como Visa, Mastercard, American Express e Elo, oferecem benefícios que podem te agradar, como descontos em produtos que você usa ou vantagens em lugares que você frequenta.

6º Motivo – Dívida do cartão de crédito que caduca

Existe o procedimento que uma dívida após cinco anos caduca, mas os grandes bancos e financeiras possuem modernos sistemas de análises e, provavelmente, eles terão acesso a essa dívida que passou, mas não foi quitada. É bem provável que o banco recuse novos investimentos ou serviços se você ficou devendo por anos e não quitou.

Em quanto tempo meu nome fica limpo?

Se você busca regularizar e pagar as dívidas, fique atento ao prazo que os credores têm para tirar seu nome da lista de inadimplentes.

Assim que você quita as dívidas ou as negocia com a empresa ou banco, o prazo é de cinco dias úteis para tirar seu nome da lista de devedores dos órgãos de proteção ao crédito. Você deve receber um comprovante de pagamento da dívida.

O prazo começa a contar no dia em que você quita a dívida. Se sua situação não for regularizada no prazo estabelecido, entre em contato com a loja, instituição ou banco e peça a baixa. Se mesmo assim não for resolvido, procure o Procon.

Contas em seu nome

Por fim, saiba que não ter contas em seu nome também pode ser ruim. Se você não tem nada em seu nome e não faz movimentações financeiras frequentes, como o banco irá emprestar o dinheiro? Não dá para saber se você é uma pessoa confiável e se vai honrar o pagamento. Nestes casos, é possível que nem seu score tenha uma pontuação, porque o mercado “não te conhece”.

Em suma, tenha plena consciência dos seus gatos, pontuações de score e seus dados atualizados. Tudo o que você faz é analisado e, com isso, você pode ou não ser aprovado na análise de crédito. Mantenha tudo em ordem e, em alguns casos, nem será necessário o crédito, já que você tenha plena consciência de sua vida financeira.

Leia Também:
Financiamento de Veículos Itaú
Crédito Com Garantia Itaú – Como Funciona?

Add Comment