COMO FUNCIONA O BITCOIN – O MELHOR VÍDEO que você já viu para INVESTIR com SEGURANÇA

Tempo de leitura: 10 min

Escrito por Equipe Micro Credito RS
em maio 18, 2021

O Bitcoin passou de 100 mil reais. E tem gente
já falando que vai valer 100 mil dólares em   2021. Loucura, insensatez? Ou inevitável?
Hoje você vai ver o MELHOR os dois MELHORES   vídeo sobre Bitcoin já produzido nas
interenet brasileira! Depois você me cobra!  Fala dinheirudo, bão demais   da conta? Bão demais tá sendo pra quem bitcoin
na carteira. Maior valor em reais da história,   R$105 mil no dia que eu estou gravando este vídeo.
Mas pra onde vai este troço hein? Como pode uma   moeda que nenhum banco central emite, ninguém
controla… Valer tanto assim? Como você pode   ganhar dinheiro com isso, sem cair em GOLPES?
Senta na cadeira que hoje tem uma PORRADA de   conhecimento pra você! Não desgruda que até o
final que você vai entender TUDO SOBRE Bitcoin,   e como você faz pra investir nisso com SEGURANÇA!
Pra você que está chegando agora, assista o vídeo   e se curtir, seja muito bem vindo pra se juntar
a mais de meio milhão de dinheirudos por aqui!  Uma moeda CRIPTOGRÁFICA. O que é isso hein? Bom,
vamos voltar um pouco, para a época de 2008,   no ápice da crise financeira mundial.
Lembra, da treta dos Subprime? As agências   de risco classificavam estes títulos
extremamente vulneráveis com nota máxima,   AAA. Resultado? Deu ruim.
O banco Lehman Brothers,   um dos maiores do mundo e extremamente exposto a
estes papéis, acabou fechando as portas. E no fim,   num verdadeiro efeito dominó, VÁRIOS outros
bancos foram para a caixa prego também.  E adivinha quem pagou a conta? Sim o POVO, que
teve o seu dinheiro usado pelo governo para   SOCORRER os bancos. Por uma crise que foi
criada JUSTAMENTE pelo sistema financeiro,   com as bênçãos do governo. Legal né? Só que não.
Não é novidade, a conta SEMPRE fica pra gente   pagar. Não só nas crises que o governo mesmo
cria. Se o governo faz caca, gasta mais do   que pode… Tudo isso vai pra nossa conta.
Um dos efeitos é a INFLAÇÃO. Aqueles cem   reais que você tem na carteira perde valor todos
os dias! Até que veio um carinha chamado Bitcoin,   pra frear esta vontade louca dos
governos de manipularem o seu dinheiro.  Por que Bitcoin?
Bom, estava bem claro que   os governos não tem responsabilidade nenhuma
pra cuidar do nosso dinheiro. Lobo cuidando   das ovelhas – que nesse caso, somos “nozes”.
Dinheiro esse que a gente é obrigado a aceitar:   são moedas de curso forçado, ou seja,
meu amigo, você é OBRIGADO a aceitar   REAIS na sua loja. Nós somos totalmente
reféns da decisão dos bancos centrais,   qualquer besteira que os governos fazem,
é o nosso (dinheiro) que está na reta.  Então, primeiro mito sendo quebrado aqui:
bitcoin não é concorrente dos reais, do PIX,   do dólar. Bitcoin é concorrente do ESTADO – e
ele não pode fazer NADA para parar o Bitcoin.  O que é o Bitcoin?
E se existisse um dinheiro que   não fosse “contaminado” pelo sistema financeiro
tradicional? Onde as pessoas pudessem enviar   dinheiro, não importa em que lugar do mundo elas
estejam, diretamente de uma pessoa pra outra – ou   também chamado de peer-to-peer, ponto a ponto?
E se essa transferência de dinheiro fosse de   forma RÁPIDA, com BAIXO CUSTO e IRREVERSÍVEL
– ou seja, livre de golpes e de confiscos do   governo também? Tudo isso sem nenhuma
das partes ter uma conta em banco?  Bingo, esse é o Bitcoin! Com B maiúsculo,
da tecnologia. Que contempla a moeda,   que geralmente é escrita com b minúsculo. Além
da moeda, O Bitcoin (com B Maiúsculo) é também   um Sistema de Pagamento, e uma espécie de OURO
DIGITAL, que vem apresentando uma valorização   COLOSSAL desde o seu lançamento. Jajá eu te conto
a história das pizzas pra vc cair de costas.  Mas ser uma moeda digital, não é
propriamente a INOVAÇÃO do Bitcoin.   Afinal, o real também são os dígitos do seu
extrato e também deve virar moeda digital.  Mas é JUSTAMENTE aí que vem o bitcoin: que é uma
moeda que não é feita e nem garantida não por   nenhum banco central. Quem faz isso é a
matemática, precisamente a CRIPTOGRAFIA. Por   isso que ela é chamada de CRIPTOMOEDA, sacou né?
E os registros das transações, desde o primeiro   Bitcoin até aquele gerado há 5 minutos…Tudo
isso é público e rastreável, qualquer um pode   verificar. A matemática garante que
é impossível de ser criado bitcoin do   nada nem de ser roubado. O sistema está aí para
provar e ser auditado, por quem quer que seja,   há mais de 10 anos sem falhas no ar.
Esse “histórico gigante” das transações   do Bitcoin, indo de um lado para
o outro, é chamado de BLOCKCHAIN,   cadeia de blocos. É aí que mora a segurança
da coisa – e até os bancos se renderam a ele!  O que é a Blockchain?
Imagina um banco de dados,   um registro mundial, que contém absolutamente
TODAS as transações de bitcoin. E mais espantoso   que isso, a blockchain está espalhada
em MILHARES de computadores pelo mundo.  Funciona assim: quando eu quero mandar
bitcoins pra você, eu preciso de alguém   para validar esta transação, certo? Tanto
para ver se eu já tinha estes bitcoins,   como pra debitar o saldo e garantir que ele vá
direitinho, com segurança, para o outro lado.  Mesmo que eu tente fraudar um bitcoin
no meu computador, o meu banco de dados   seria incompatível com a blockchain, com
o resto do mundo. Então, automaticamente,   minha fraude seria detectada e descartada. Eh,
não dá pra criar bitcoin do nada, meu amigo! Se   este vídeo fizer sentido pra você, eu posso gravar
outro te explicando só a blockchain, num simulador   sensacional. Já sabe né, só escrever nos comments.
Quem faz o trabalho de validar as transações de   bitcoin são os MINERADORES. E a gente
aproveita pra falar de outra dúvida   recorrente: como os bitcoins são criados?
Como funciona a Mineração de Bitcoins?  Uma maneira que você pode entender como é gerado
um Bitcoin, é ele sendo um PRÊMIO para quem ajuda   a processar as transações na rede do bitcoin. A
cada 10 minutos são 6,25 Bitcoins, e a cada 4 anos   esta taxa é reduzida pela metade, num processo
de diminuição que se chama halving, ou halvening.  Acontece o seguinte: a rede do
Bitcoin tem milhares de nós,   que ficam competindo quem é o primeiro a
resolver um desafio matemático SUPER COMPLICADO,   para colocar o próximo bloco na Blockchain.
Complicado aqui resume duas coisas: máquinas   poderosíssimas e energia para dar com pau! Então
veja você que não é gerado bitcoin do nada,   precisa de muito investimento para
ser um minerador e gerar bitcoins.  O primeiro minerador que acha a resposta do
enigma, “grita” pra rede toda que acertou. E   o resto da rede consegue validar a solução muito
rápido. Funciona como um sudoku: quem já resolveu,   sabe como é difícil matar a charada. Mas conferir
é bem facinho, demora quase nada de tempo.  Os mineradores também ganham as taxas de
transação, que é um incentivo a mais que a   gente coloca quando vai transferir bitcoins de
um lado para o outro. Os mineradores conseguem   escolher quais transações eles vão processar,
e dão prioridade, adivinhe você? Para aquelas   que estão oferecendo taxas maiores, claro!
E olha que brilhante: esta taxa costuma   aumentar, se tem mais gente querendo
transacionar naquela hora que você   quer transferir. Lei da oferta e da demanda!
E também AUMENTA a dificuldade de mineração,   de acordo com o poder de processamento
que a rede tem. Quanto mais mineradores,   mais difícil fica resolver o enigma. Isso evita
que chegue um cara com muita grana e se aproprie   da rede. Tudo isso funcionando no automático,
sem ninguém precisar fiscalizar. DEMAIS não é?  Quantos bitcoins existem
atualmente? E Quantos Vão Existir?  Aqui mora outra diferença BRUTAL do bitcoin para
as moedas FIAT. Não é daquela marca de carro que   você tá pensando não. FIAT são moedas fiduciárias,
aquelas do estado. Como Real, dólar, euro, sabe?  Se você perguntar: qual o limite de emissão
de Reais? Quem garante que um governo não   manipule o dinheiro e as leis, dando umas belas
pedaladas fiscais por aí, furar teto de gastos,   como se não houvesse amanhã?
No Bitcoin não tem essa, a coisa   é pública e pré-estabelecida. Serão
somente 21 Milhões de unidades,   NO MÁXIMO. Nenhum bitcoin a mais do que isso.
E no momento da gravação deste vídeo,   a gente já tem 18 milhões e meio de
bitcoins minerados. Ou seja, mais   de 88% dos 21 milhões já estão rodando por aí.
Aliás, nem tanto. Desses 18,5 milhões, estima-se   que 4 MILHÕES de bitcoins estejam PERDIDOS,
irrecuperáveis. Nessa série a gente vai te mostrar   sobre como manter os seus bitcoins em segurança,
pra que isso NÃO aconteça com os SEUS bitcoins.  Bom, você já pode estar pensando: bom, deixa
eu ver se entendi direito. A oferta é limitada.   A taxa de emissão do bitcoin cada vez cai
mais, de 4 em 4 anos cai pela metade. 2020,   por sinal, foi um ano de halvening.
E pra ajudar, tem gente que perdeu os já   raros bitcoins. Então, se a DEMANDA por bitcoins
permanecer a mesma ou aumentar, é esperado que o   valor do bitcoin AUMENTE, certo?
Bingo! Mas não tem só isso,   tem VÁRIOS outros fatores que você tem
que levar em consideração pra investir   em Bitcoins – e a gente vai falar de todos.
Por ora, você tem que saber que o bitcoin é   divisível em até 8 casas decimais, que é
chamada de Satoshi. Guarda esse nome aí.   Então, se você não tem dinheiro, não
precisa comprar um bitcoin INTEIRO,   viu? Lembrando que no momento deste vídeo,
um único bitcoin está mais de 105 mil reais!  Joia! Mas por que a unidade mínima
do Bitcoin se chama SATOSHI, hein?  Quem é o criador do Bitcoin?
Em 2008 um tal de Satoshi Nakamoto   publicou um artigo chamado “Sistema de Dinheiro
Eletrônico Ponta-a-Ponta”. Meses depois, ele   mesmo lançou o primeiro software do Bitcoin, de
código aberto. Até hoje, qualquer um pode analisar   o que tem por trás do software do Bitcoin.
O Satoshi criou uma comunidade sobre Bitcoin   e contribuiu com ela até 2011. E simplesmente
desapareceu. Deu linha na pipa. Escafedeu-se.  E eu penso que foi a coisa mais genial que
ele fez (depois do Bitcoin, claro!). Porque,   você sabe meu amigo, quando você vai contra o
sistema, o sistema vai contra você. Veja o que   aconteceu com Snowden e Assange, por exemplo.
Sabe discussão de campanha política,   no debate da televisão? “Sua mãe não é homem”. Ou
seja, quando não se consegue debater o argumento,   acusa-se o argumentador! Falácia do Ad Hominen.
Saindo de cena, o Satoshi garantiu que toda   contestação, debate, análise de mérito…
Todos os holofotes ficassem sobre a criação,   não no criador. O Bitcoin é a
estrela! Tanto faz quem criou.  O primeiro bloco do Bitcoin foi minerado
pelo próprio Satoshi, no dia 03 de Janeiro   de 2009. Nesse bloco, Satoshi registrou
uma manchete do jornal inglês The Times.  Isso foi feito pra revelar um dos propósitos
do Bitcoin, que é fornecer um dinheiro LIVRE   para as pessoas, sem a interferência,
controle e irresponsabilidade do Estado.  “Chanceler em vias do segundo
resgate aos bancos”. Sugestivo, não?  E agora em 2020, o último bloco antes do
halvening trouxe outra mensagem enigmática:  Nytimes, 09 de abril de 2020: Com
injeção de 2,3 TRILHÔES de dólares,   plano do FED ultrapassa MUITO o resgate de 2008.
Ou seja, mais de uma década depois da farra   financeira mundial que motivou a criação
do bitcoin, a coisa está mais feia do   que na época do Satoshi. Aliás, por conta do
coronga, a situação atual piorou desde abril,   inclusive. Quem tem ouvidos para ouvir, Ouça.
Até hoje, ninguém sabe quem é ou foi Satoshi   Nakamoto. Se é que não era até um grupo de
pessoas! Tanto faz, o Bitcoin é confiável,   auditável e seguro, sem ninguém saber sequer
quem é o seu criador. O quão lindo é isso, hein?  O que foi o Bitcoin Pizza day?
O primeiro uso comercial do   Bitcoin aconteceu na data de 22 de Maio de
2010 (eu sempre lembro porque é o dia da   festa da padroeira aqui da minha cidade).
O programador Lazlo pagou 10.000 bitcoins   por 2 pizzas grandes. Na época isso valia
41 dólares. Em Novembro de 2020, pra você   ter uma ideia, estas pizzas custariam mais de
um BILHÃO de reais. Nada mal por duas pizzas,   não é mesmo? Por esta razão, todo dia 22
de Maio é comemorado o Bitcoin Pizza Day.  Comparação OURO, BITCOIN, REAIS
Vamos comparar Ouro, Reais e Bitcoin,   pra você ter uma ideia de como funciona?
E no que um é melhor do que o outro?  Tem um gráfico que eu gosto
muito que é esse daqui:  Dá um pause aí no vídeo. Bitcoin só perde na
aceitação, até porque reais você é obrigado   a aceitar né? Mas está mudando: paypal entrou na
brincadeira e o sistema financeiro está acordando   para o Bitcoin. Eu mesmo pago uma consultoria na
Holanda para um cara, adivinha? Com Bitcoins. E   tem gente que diz que não serve pra nada, rapaz!
Bom, mas agora ficou faltando só como você faz pra   investir em bitcoin, como guarda-los
com segurança, fugir dos golpes.  Eu separei isso no próximo vídeo que eu vou
deixar aqui do lado, já aproveita pra clicar! Não   sem antes deixar seu like aqui se você curtiu e se
inscrever no nosso canal! Valeu, tudibão, e tchau!

Poderá ver o vídeo no youtube Aqui

Você vai gostar também:

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade